29 de ago de 2015

Em uma sala de aula... da vida!


– Professor ouvi dizer que no Estado mais politizado do Brasil o governador resolveu parcelar o salário dos servidores?
– É, uns ganham R$ 600,00 de Salário, outros R$ 4,600,00 … de vale alimentação! Os primeiros na sua grande maioria são trabalhadores da educação. Já os segundos são servidores da justiça.
– Professor, Justiça?
– É Justiça... E há quem diga que estamos a construir a passadas largas uma “Pátria Educadora”, nada mais justo!
– Querido prof. não é lá neste glorioso estado que os deputados estaduais gastaram 10 vezes mais combustível que as viaturas da PM?
– É sim! Trata-se da ordem da razão: mais deputados viajando e menos polícia ostensiva.
– Mas professor, me parece que a educação precisa disputar espaços de toda ordem com banqueiros, magistrados, um poder legislativo que legisla para si e os desmandos de um governador que não sabe o que faz!?
– ah, o governador... sabe o que faz sim! O partido dele é o Rio Grande, os Eleitores que o elegeram votaram com o coração, ouviram o conselho da Nona... Sabe, teve até professor que foi no Tumelero procurar o piso salarial da categoria. Dizem que ele vai aumentar o ICMS.
– Professor, mas este estado não tem senadores que defende os interesses do povo?
– Meu querido, você não aprende mesmo: dois dos três senadores são representantes de um importante grupo de comunicação em rádio, televisão, jornal e plataformas digitais, cujo interesse é o lucro dos senhores patrões!

(Após esta aula, o velho professor pediu as contas)


– O texto acima é uma ficção, qualquer correspondência com o real é apenas uma coincidência da vida.  

Nenhum comentário:

Postar um comentário